Uma primeira entrevista é agendada para levantamento das queixas e necessidades do cliente, para esclarecer o porque procurou um psicólogo e iniciar um atendimento. A partir desta entrevista outras podem ser agendadas para dar continuidade a investigação diagnóstica, caso o cliente tenha relatado sintomas indicativos de psicopatologia. O número de sessões de psicodiagnose dependerá da complexidade de cada caso. Um laudo pode ser fornecido ao final do processo de avaliação, se o cliente desejar.

Quando se alinham as possibilidades diagnósticas, indica-se uma terapêutica adequada ao quadro apresentado e se combina o tratamento como um todo.  A avaliação pode ser mais breve ou longa conforme o histórico que o cliente traz. Muitas vezes, da primeira entrevista já se passa aos tratamentos com psicoterapia, psicanálise ou um programa de coaching, uma vez que os motivos e propósitos do trabalho estejam definidos. Os recursos utilizados no processo de diagnose partem de uma anamnese com levantamento de dados e se complementam com questionários e exercícios projetivos.

A avaliação psicodiagnóstica é um começo recomendável porque situa o cliente e o terapeuta em relação as direções que o tratamento deve seguir, além de nortear sobre as técnicas mais adequadas a cada caso.

PSICOTERAPIA INDIVIDUAL DE ADULTOS
Menu